carreira de profissionais do marketing

Afinal, quem está por trás dos populares “short vídeos” ?

Pesquisa da YOUPIX em parceria com a Nice House avaliou o perfil dos criadores de conteúdo de vídeos curtos no Brasil

Redação

25 de outubro de 2022

COMPARTILHE

Com mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês, a rede social chinesa Tik Tok tem transformado a forma com que muita gente faz e consome conteúdo. Não à toa, outras redes como o Instagram e Youtube têm apostado em vídeos mais curtos. Mas, afinal, quem está por trás dos cada vez mais populares “shorts vídeos”? A YOUPIX em parceria com a Nice House realizou uma pesquisa nacional sobre o assunto.

A pesquisa Panorama do Mercado de Short Vídeos analisou mais de 550 respostas, entre marcas e criadores de conteúdo. Destes, para obter um retrato mais específico de vídeos de publicidade, eles consideraram 427 questionários sendo 172 marcas e 225 criadores de conteúdo.

Veja abaixo os principais destaques da pesquisa:

Regiões

De acordo com a pesquisa, a grande maioria das empresas estão na região sudeste (73,7%) sendo que São Paulo corresponde por 57,6%. Em seguida, aparece o Sul (16,9 %), o Nordeste tem 3,5% e Centro-Oeste com 2,9%. Já os criadores de conteúdo estão mais espalhados pelo Brasil do que as empresas. A pesquisa mostra que eles estão mais presentes no Sudeste (59,4%), mas na sequência aparecem o Nordeste com 20,7% e o Sul (13,3%). As regiões Norte e Centro-Oeste representam 3% e 2,7%, respectivamente.

Demografia

Quase metade (45,8%) dos criadores de “short vídeos” têm entre 18 e 25 anos. Depois, aparecem os criadores de 26 a 34 anos que correspondem por 22,7%. Eles são seguidos por aqueles na faixa etária de 35 a 44 anos (20,5%) e jovens de 14 a 17 anos (20%). Por último, os criadores na faixa etária de 60 anos correspondem apenas por 0,4%.

Segundo a pesquisa, a grande maioria (45,3%) dos criadores é branca; 32,9%, parda; 17,8%, preta e uma minoria se declara amarela (3,1%) e indígena (0,9%). O levantamento também apontou que 60,3 % é homem e 33,5%, mulher. Mais da metade (54,7%) se identifica como LGBTQIA+.


Plataformas

Entre os tipos de conteúdo mais compartilhados, o humor é o principal nicho de atuação dos criadores (27,8%). Sobre isso, o relatório destaca: “Humor conecta. Independentemente de a rede ter foco em comunidade, como é o caso do Instagram, ou em mídia, como é o caso do TikTok, humor segue sendo uma linguagem universal”. Depois aparecem Lifestyle com 24,2%, Moda com 13,8%, Entretenimento tem 8,9%, Educação e Saúde e Bem-Estar aparecem com 5,5% cada. Abaixo de 5% ainda aparecem os nichos de Celebridades, Notícias, Games, Culinária e outros.

Veja a pesquisa completa aqui.

TAGS:
carreiraestratégia de marketing digitalmarcamarketingmarketing digitalmercado de trabalhomídias sociaismillennialsproduto digitalprofissões

Conteúdos relacionados

Bem vindo de volta