compras

PMEs faturam R$ 411,5 milhões em 2023 em novembro

Mais de 6 milhões de produtos foram comercializados em todo o mês de novembro

Redação

7 de dezembro de 2023

COMPARTILHE


As pequenas e médias empresas do varejo online souberam driblar a concorrência da Black Friday, em que os descontos acontecem tradicionalmente na sexta-feira, e garantiram o crescimento das vendas ao longo de todo o mês de novembro. Elas faturaram R$ 411,5 milhões no período, o que representou um aumento de 34% em relação a 2022. Os dados foram levantados pela Nuvemshop, plataforma para criação de lojas virtuais que é líder na América Latina.

De acordo com Luiz Natal, gerente de Desenvolvimento de Plataforma da Nuvemshop, os empreendedores digitais foram assertivos ao realizar ações promocionais durante todo o mês e não só na sexta-feira. “Os dados comprovam que os lojistas online estão cada vez mais antenados em todas as movimentações do mercado. A Black November surgiu como uma alternativa para evitar a alta concorrência da Black Friday, aumentando a duração das promoções, o que permite adquirir novos clientes e fidelizar cada vez mais os que já compram da loja, alavancando ainda mais o faturamento”, afirma Natal.

A Parafinesse, e-commerce especializado em velas aromáticas, estendeu suas promoções de Black Friday, o que gerou um crescimento de 300% nas vendas em comparação à média diária de vendas da loja. “Neste ano, nosso objetivo era aumentar o valor médio gasto por compra no nosso site. Para isso, criamos combos de produtos com descontos exclusivos, opções de frete grátis em pedidos e disponibilizamos brindes. Com a estratégia, alcançamos novos clientes e conseguimos dobrar o número de visitas únicas na loja virtual durante a semana”, comenta Beatriz Costacurta, proprietária da Parafinesse. A campanha resultou em um aumento de 30% no ticket médio, que passou de R$ 158,25 para R$205.

Leia também: Semana do Consumidor: 5 cursos para ajudar o seu e-commerce

Beatriz atua no setor de Casa & Jardim – categoria que faturou R$21 milhões no período. Moda (R$146 milhões) foi o segmento que mais faturou, seguido por Saúde & Beleza (R$33 milhões) e Acessórios (R$27 milhões), que somados representaram mais da metade do total faturado. De 1º a 30 de novembro de 2023, foram vendidos 6,5 milhões de produtos, volume 22% superior ao do ano passado, com um ticket médio de R$246 por pedido.

Os estados que mais venderam foram: São Paulo (R$197 milhões), Minas Gerais (R$42,5 milhões), Rio de Janeiro (R$32,5 milhões), Santa Catarina (R$29 milhões) e Ceará (R$22,5 milhões). Já dentre as opções de meios de pagamento, cartão de crédito se manteve como o método mais utilizado, representando metade de todos os pedidos pagos, seguido pelo PIX, que representou 40%.

Na análise foram consideradas as vendas realizadas durante todo o mês de novembro da base de lojistas brasileiros da Nuvemshop.

TAGS:
e-commerceempreendedorismomarketing digitalmercadotecnologia da informação

Conteúdos relacionados

Bem vindo de volta